Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO CARLOS, VILA PRADO, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, English, Esportes, Livros
MSN -




Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Futebol e Razão
 


Preconceito em Campo

Assistindo ao jogo entre Mirassol e São Paulo, vários torcedores são paulinos pegavam no pé do volante Richarlyson. Aliás, vários torcedores do tricolor paulista realizavam uma "pequena homenagem" ao jogador quando este pegava na bola.

Infelizmente atitudes sectárias, débeis e, no mínimo, retrógradas são vistas com muita frequência no meio futebolístico. Ser homossexual ou não, o que importa? O que se tem que analisar é o futebol deste jogador, que convenhamos caberia em qualquer time. Não é nenhum craque, mas é esforçado, dedicado e encaixa em qualquer esquema tático.

No final do ano, ele estava jogando numa dessas peladas em que vários jogadores se reúnem. Richarlyson estava com cabelos longos, evidentemente nada discretos. Mas e daí? Logo nos primeiros treinos do São Paulo no início de ano, estava ele com a cabeça raspada. Não será muito moralismo? Deixo a vocês, meus caros amigos, os comentários e críticas. Um abraço e até mais...



Escrito por Jaime Kawakami às 23h50
[] [envie esta mensagem
] []





A Volta do "Messias"

O grande craque dos anos 90 no Santos, Giovanni, está de volta aos gramados após uma passagem bem discreta no ano passado pelo Mogi Mirim. Bem, é claro que é mais um espetáculo a parte ver um dos jogadores que, embora não tenha conquistado um título no Peixe, foi um dos grandes astros que desfilaram pelos campos nos últimos tempos.

Quem não se lembra, sancarlense, que ele era muito jovem e já aparecia no campo do "Luizão" como um grande craque. Embora muita gente via naquele paraense traços de um craque, amargava muitas vezes o banco de reservas. O Santos foi esperto e contratou o menino que brilhou com a camisa alvinegra.

Hoje, aos 38 anos, já não demonstra toda aquela magia que encantou a todos, mas certamente tem que haver o apoio e o respeito de todos aqueles que amam o futebol. Vamos esperar no restante do campeonato, mas não podemos jogar em suas costas o peso de toda a responsabilidade de um time.



Escrito por Jaime Kawakami às 17h11
[] [envie esta mensagem
] []





Estou de volta!!!!!

Depois de um período onde as aulas consumiram horas e horas de concentração e dedicação, estou de volta!!! Por sugestão (e por que não uma cutucada) do meu amigo Clodoaldo, estou aqui de volta para discutir as últimas notícias sobre futebol, tudo de forma racional, como se propõe este blog. Um abraço e um ótimo 2010 a todos!!!!!



Escrito por Jaime Kawakami às 17h01
[] [envie esta mensagem
] []





A Necessidade da Concentração

O atacante Ronaldo, em entrevista coletiva, disse que estava cansado das concentrações prolongadas, tinha saudades da convivência familiar e questionou a viabilidade destas. Logo em seguida, o técnico Mano Menezes respondeu que era necessária a concentração naquele momento para alcançar os objetivos que foram traçados pelo clube. Mas a concentração é realmente importante para a convivência e para obter os resultados?

             A maioria dos jogadores e técnicos é favorável à concentração. Disseram que tem que se habituar a esse regime, pois se está em casa come-se à vontade, se descuida, não tem muitas responsabilidades.

            Outro ponto citado foi a alta rotatividade de jogadores nos clubes brasileiros. Pode-se fazer um contrato de três, quatro ou cinco anos, mas dificilmente ele é cumprido. Wagner Diniz, atualmente no Santos, defendeu a necessidade da concentração, porque os jogadores mal se conhecem e há a prioridade do entrosamento, não só dentro, mas fora de campo.

            Diante de todos estes fatos, há a necessidade da concentração, pois o jogador brasileiro ainda não tem a disciplina necessária para ter responsabilidades. Evidentemente, não se está generalizando, porque há exceções.



Escrito por Jaime Kawakami às 13h06
[] [envie esta mensagem
] []





Vanderlei Luxemburgo está de volta ao Santos

Vanderlei Luxemburgo está de volta ao Santos. Embora fosse segunda opção da diretoria santista (a primeira era o ex-treinador são paulino Muricy Ramalho), ele retorna num momento extremamente delicado do alvinegro praiano, tendo que contornar algumas crises que rondam a Vila Belmiro.

Campeão do extinto Torneio Rio-São Paulo (1997), bicampeão paulista (2006 e 2007) e campeão brasileiro em 2004, Luxemburgo vai pegar um time esforçado, mas bastante limitado do ponto de vista técnico. Como de praxe, vai exigir reforços para almejar algo que o torcedor estava acostumado nos últimos anos, principalmente em se tratando de campeonato brasileiro.

Mas pergunto ao caro leitor: será que vale a pena investir nele? Todos sabem que ele é um técnico “top”, recebe um valioso salário e que não comanda qualquer time. Segundo o Lancenet, ele só trará o preparador físico Antonio Mello e mais um auxiliar, no lugar daquela extensa e cara comissão técnica. Se analisarmos as conquistas de Luxemburgo nos últimos anos, o retorno não foi nada animador.

Dará o Santos um tiro no próprio pé, mergulhando de vez numa interminável crise ou ambos darão a volta por cima? Só o tempo dará a resposta, mas na minha modesta opinião, a besteira começou quando demitiram Vagner Mancini do comando santista.



Escrito por Jaime Kawakami às 21h00
[] [envie esta mensagem
] []





"Treino é treino, jogo é jogo?"

Muitos dizem que tem jogador que “arrebenta” em treinos, dá dribles desconcertantes, “chapéus”, finta a todos que estiverem a sua frente, etc.

            Chega o dia de um jogo e o técnico não tem dúvidas: “se ele jogar tudo que sabe, vai nos dar a vitória!” A camisa dez já lhe é reservada (quando o jogador é o craque do time!) e espera-se dele o que tem de melhor.

            Quando se inicia o jogo, no primeiro lance em que ele recebe a “gorduchinha”, pisa em falso e cai de boca no chão! Os risos aparecem por todos os cantos, sem a menor cerimônia. O “craque”, como num passe de mágica, desaparece, miudinho e ainda por cima, vê a derrota do seu time...

            Existe isso mesmo? Tem jogador que só aparece em treino? Ou não? E o inverso: será que tem jogadores que só aparecem em jogo e no treino não se empenham com tanta dedicação? Deem sua opinião. Agradeço desde já!!!



Escrito por Jaime Kawakami às 10h25
[] [envie esta mensagem
] []





Sejam Bem-vindos!!!

Olá!!! Eu estou elaborando este blog para discutir futebol. Porém, discutir esse esporte bretão, mas com intelectualidade, sem envolver paixões ou fazer as coisas "com o coração". Em breve, estarei colocando alguns artigos para discussão. Um abraço a todos!!!



Escrito por Jaime Kawakami às 11h51
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]